Samsung irá lançar seu SmartWatch durante a IFA 2013 para ‘abafar’ iPhone 5S

Samsung irá lançar seu SmartWatch durante a IFA 2013 para ‘abafar’ iPhone 5S

samsung-SmartWatch

A Samsung confirmou anteriormente que estava trabalhando em seu próprio modelo de SmartWatch, conhecido também como Gear, e acredita-se que seu lançamento está próximo. Fontes próximas à empresa confirmaram ao blog SamMobile que o relógio inteligente será apresentado durante evento para a imprensa marcado para o dia 4 de setembro na IFA em Berlim, Alemanha.

O blog, que possui um bom histórico de relatos sobre os planos da empresa sul-coreana, ouviu de suas fontes que o Gear será realmente apresentado durante o evento. E além do relógio inteligente, a Samsung também irá anunciar o Galaxy Note III durante a mesma conferência. Rumores indicam que o Note III será equipado com display touchscreen de 5,7 polegadas, processador Snapdragon 800 de 2,3GHz ou o Exynos Octa 5 dependendo da região, 3GB de memória RAM e roda o Android 4.3 Jelly Bean.

Próximo ao lançamento da Samsung, acredita-se que no dia 10 de setembro a Apple irá apresentar o iPhone 5S e seu smartphone de baixo custo, o tão especulado iPhone 5C. Segundo o Business Insider, mesmo com a Maçã podendo desviar um pouco os holofotes da apresentação de sua concorrente, a Samsung deverá concentrar todas as atenções para si com o lançamento de um produto inovador e de outro smartphone topo de linha.

Fonte: CanalTech

YouTube para Android é redesenhado e pode rodar vídeos durante navegação

Nova versão do aplicativo do Youtube para Android já esta disponível para download!

 

YouTube para Android é redesenhado e pode rodar vídeos durante navegação

Na imagem à direita, você pode ver o vídeo do BJ em miniatura durante uma nova busca.
(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Consumidores que possuem smartphones com Android e são apaixonados pelos vídeos do YouTube têm um novo motivo para comemorar. A partir da versão 5.0 do aplicativo portátil, é possível contar com um recurso muito interessante: a reprodução em “segundo plano”. Não estamos falando de um prosseguimento nas execuções quando o app estiver fora da tela, mas de um modo de pesquisas que não interrompe os filmes.

Ou seja, quando você quiser pesquisar um novo vídeo para assistir, você não precisará interromper a execução do que está sendo mostrado naquele momento. Basta arrastar o vídeo para baixo para ter acesso a uma nova barra de buscas, sendo possível então localizar uma nova opção. Durante essa nova busca, a reprodução do vídeo não é interrompida, mas ele fica restrito a uma pequena parcela da tela.

Infelizmente ainda não é possível criar listas de reprodução temporárias, com filas de execução — algo que já pode ser visto no YouTube para TVs, PlayStation e Chromecast. A nova versão do aplicativo também trouxe algumas mudanças na interface, que ganhou “cards” de navegação. O app para Android já esta disponível para download. O que você achou desse novo recurso anunciado pelo YouTube?

Fonte: Tecmundo

 

 

Android Device Manager – Serviço ajuda você a localizar seu celular

Anunciado pelo Google na semana passada, o Android Device Manager – serviço gratuito que permite encontrar e apagar celulares perdidos – começou a finalmente ser integrado ao aplicativo do Google Play e não requer qualquer intervenção por parte dos usuários.

Embora nem todos já tenham recebido a atualização, a página do Android Device Manager está disponível e pode ser acessada pelos proprietários de celulares Android.

Em caso de perda, basta utilizar as opções de “tocar” para encontrá-lo ou “Apagar dispositivo” para formatá-lo completamente.

android-device-manager

Nota: Para ativar a opção de apagar dispositivo, os usuários devem permitir que o Android Device Manager seja um dos administradores do dispositivo.

Para isto, basta acessar as configurações do aparelho, selecionar a opção “segurança”, localizar a função “administradores do dispositivo” e ativar “Gerenciador de dispositivos”. Feito! 🙂

pixel Google começa ativar o Android Device Manager

Fonte: Google Discovery

LG G2: smartphone Android com tela FullHD responde à altura dos tops

Os smartphones top de linha acabam de ganhar um novo concorrente: a LG lançou o aguardado G2 nesta quarta-feira (7), Com a promessa de incomodar o Galaxy S4 na briga pelo posto de melhor telefone Android, a LG abusou de frases como “criado com você”, “entende você” e “tem tudo que você precisa” para descrever o novo gadget. Seus principais atrativos são o design com botões na parte traseira, o superpoderoso processador Qualcomm Snapdragon 800 e a tela Full HD de 5,2 polegadas.
LG G2: novo top de linha da LG promete incomodar o Galaxy S4 (Foto: Divulgação)

LG G2: novo top de linha da LG promete incomodar o Galaxy S4 (Foto: Divulgação)

Pela manhã, horas antes do início do evento, já haviam vazado imagens de divulgação do aparelho. O manual do gadget também não era novidade, assim como muitas de suas especificações técnicas. Mas faltava “o evento”, e isso a LG soube fazer com louvor, tanto em termos de inovação, além de características técnicas do celular, como também em promoção do aparelho. Mirando o Galaxy S4, da rival Samsung, a companhia já vinha investindo na propaganda do G2 e preparou uma apresentação que não deixou nada à desejar.

Design mais fino, display Full HD e câmera com OIS

O LG G2 lançou um conceito novo de design no mercado de smartphones: a traseira agora acomoda, além da câmera, dois botões para controlar o volume e realizar chamadas.

LG G2 inovou ao colocar um botão fisico atrás, limpando as laterais (Foto: Reprodução/Engadget)
LG G2 inovou ao colocar um botão físico atrás, limpando as laterais (Foto: Reprodução/Engadget)

 
De acordo com a LG, isso facilita o manuseio geral, tanto para destros quanto para canhotos. Além disso, explicaram, a maior parte das pessoas usa seus telefones com a mão na parte de trás, e que os botões laterais são especialmente complicados em modelos com telas grandes.

O novo botão é usado para ligar o celular, controlar o volume e tirar fotos. Além disso, eles são os únicos botões do LG G2, deixando a lateral mais fina e a tela frontal com mais espaço para a tela, que tem 5,2 polegadas. O tamanho foi bastante estudado pela LG, que tenta oferecer, ao mesmo tempo, um display grande e confortável.

Tela Full HD é um dos atrativos do smartphone LG G2 (Foto: Reprodução/Engadget)
Tela Full HD é um dos atrativos do smartphone LG G2 (Foto: Reprodução/Engadget)

O LG G2 também possui um novo sensor de toque que reduz o tamanho do aparelho e aumenta a área produtiva do display. Graças a ela, a fabricante sul-coreana pode usar apenas 0,1 polegada de borda à tela.

Além disso, a tela usa uma RAM só para os gráficos, e possui resolução Full HD com tecnologia IPS, oferecendo mais de 6 milhões de pixels e ótima qualidade de imagem.

Além do novo design e da tela, câmera do G2 também se destacou na apresentação. Ela fotografa em 13 megapixels, com a tecnologia OIS de estabilização; o primeiro telefone com este recurso e com esta resolução. Junto à câmera, o áudio deste novo smartphone da LG possui uma qualidade de gravação profissional: Hi-Fi com 24bit a 192KHz. E alguns ringtones do aparelho já vêm com esta qualidade.
 

LG G2 também possui uma capa aberta, semelhante ao Galaxy S4 (Foto: Reprodução/Engadget)
LG G2 também possui uma capa aberta, semelhante ao Galaxy S4 (Foto: Reprodução/Engadget)

Outra novidade é invisível aos olhos, mas perceptível no dia a dia: internamente, o LG G2 é o primeiro telefone do mundo a vir com o processador Snapdragon 800. A parceria entre Qualcomm e LG tentou trazer como resultado “o melhor celular da história”, o que, em termos de CPU, já é impactante: trata-se de um quad-core com 2,3 GHz por núcleo, suporte ao 4G LTE e navegação GPS e Glonass.

Funcionalidades inovadoras para concorrer com os tops do mercado

Além de qualidade nas especificações técnicas, a LG focou parte da apresentação em funcionalidades diferenciadas, a exemplo do que a Samsung fez no Galaxy S4. No total foram apresentados seis recursos que estarão no G2.

O primeiro foi o Text Link, que interpreta mensagens de texto e propõe ações relacionadas a ela. Digamos que um amigo lhe convide para jantar às 19 horas de amanhã: é possível só dar um clique nas informações para marcar um evento no calendário do seu celular, por exemplo.

O Plug & Pop, por sua vez, explora ao máximo a qualidade profissional de reprodução de áudio do G2. Ele sugere aplicativos relacionados à música quando o usuário pluga um fone de ouvido ao aparelho. Mas os grandes destaques ficam por conta do AnswerMe e do Guest Mode. O primeiro é simples: o telefone atende a chamada automaticamente quando o usuário o coloca próximo ao ouvido. O segundo é um controle específico de usuários, fazendo com que só alguns dados sejam disponibilizados para quem não é o dono do aparelho.

Foram mencionados ainda o o Slide Aside, que oferece um rápido acesso à janela multitarefas do G2 com um simples toque de três dedos simultaneamente na tela, e o QuickRemote, tecnologia que transforma o telefone em controle remoto universal, podendo, inclusive, “aprender” o comportamento dos controles que ele vai substituir e ser personalizado. Não há nada como tradutores, apps de controle de saúde e funções acionadas pelos olhos, mas existem recursos bem úteis e práticos.

A LG ainda não anunciou sua data de lançamento, nem preço, nem quais países vão recebê-lo. Espera-se que até a IFA 2013, em setembro, a empresa divulgue tais informações.

 

Fonte: Techtudo

Review Plants vs. Zombies 2: jogabilidade intacta e sucesso garantido

Plants vs. Zombies 2 é a sequência do premiado jogo de estratégia no estilo tower defense no qual o jogador deve utilizar plantas para impedir o avanço de zumbis. Para esta nova edição, que conta com versões para iPhone, iPod Touch e iPad, a PopCap Games não trouxe muitas mudanças na jogabilidade. As principais diferenças ficam por conta da história e do modelo Freemium, permitindo que o game seja jogado de graça.

Plants vs. Zombies 2 chega em julho aos consoles e dispositivos móveis (Foto: Divulgação) (Foto: Plants vs. Zombies 2 chega em julho aos consoles e dispositivos móveis (Foto: Divulgação))
Plants vs. Zombies 2 (Foto: Divulgação)

Uma história maluca

A história de Plants vs. Zombies 2, assim como a do jogo anterior, não faz o menor sentido. Acompanhamos o personagem Dave Doidão e sua máquina do tempo, em busca de um taco, comida típica mexicana. Nessa viagem maluca ao passado o jogador terá que se aventurar por três “períodos” da história, Egito Antigo, Tempo dos Piratas e Velho Oeste, todos infestados de zumbis diferentes.

Mesma jogabilidade e mecânicas novas

O modo de operação do novo Plants vs. Zombies segue o do seu predecessor, de um lado temos o jardim e do outros as ondas de zumbis. No começo, o jogo é tão parecido com o anterior, que será bastante comum a pergunta “o que mudou?”.

Assim como o game anterior, o jogador deve posicionar as plantas de modo que elas protejam o seu lado da tela, evitando que os zumbis atravessem o campo. Parece simples, mas a estratégia começa quando a variedade de zumbis aumenta.

Plants vs Zombies 2 mantém boa parte da jogabilidade original (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Plants vs. Zombies 2 mantém boa parte da jogabilidade original (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Entretanto, a PopCap garantiu algumas novidades para essa nova rodada de apocalipse zumbi “vegetariano”. A primeira dessas mudanças, diz respeito a como o jogador acessa o game. Agora há contas individuais onde cada jogador entra com seu nome e acessa seu “save”. Um mapa é apresentado e o jogador tem a oportunidade de escolher caminhos diferentes para avançar em sua campanha.

Plants vs. Zombies 2 introduz um sistema de conquistas com “estrelas”, assim como muitos outros jogos casuais. Para conseguir passar para o próximo período na história, o jogador terá que coletar muitas estrelas. Esse sistema se baseia em determinadas missões que o jogador deve cumprir durante as partidas, como por exemplo, evitar que os zumbis pisem em flores espalhadas pelo campo.

Plants-vs-zombies-2-ios-6
Plants vs. Zombies 2 (Foto: Reprodução / Dário Coutinho)

Pensado para ser um jogo no estilo “Free-to-Play”, Plants vs Zombies 2 adiciona a conexão entre dinheiro real e virtual. No game existem dois tipos de moedas: dourada e prateada. Essas moedas servem para comprar adubo e poderes que o jogador utiliza usando os dedos para matar zumbis em momentos de tensão.

O adubo ativa uma planta para realizar habilidades especiais, que são utilizados pelo próprio jogador. Elas ficam posicionadas na parte inferior da tela e cada um corresponde a um movimento, como o de pinça, que pode ser usado para cortar a cabeça dos zumbis.

Adubo garante habilidades especiais para as plantas (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Adubo garante habilidades especiais para as plantas (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Ao concluir a fase do Egito Antigo, o game dá ao jogador a opção de comprar o próximo bloco de fases, ou voltar para o início do jogo e tentar coletar 30 estrelas para poder continuar. O mesmo acontecerá nos blocos seguintes.

O fator “Freemium”

Provavelmente esse será um dos fatores mais polêmicos do jogo. De fato, é possível passar por todo o game sem gastar nenhum centavo, mas levará um bom tempo até o jogador conseguir concluir os três períodos da história. Poderes, adubos e plantas melhores só estão disponíveis através da compra, utilizando moeda virtual e na falta dela, dinheiro de verdade.

Plantas em Plants vs Zombies estão mais caras, mas apenas as especiais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Plantas em Plants vs. Zombies 2 estão mais caras, mas apenas as especiais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Embora o preço de algo que não existia seja bastante discutível, pode-se dizer que o pessoal da PopCap “pegou leve”. Não há compras no valor de 99 dólares como em outros jogos, mas algumas plantas são bastante caras, custando cerca de US$ 2,99.

Bem humorado e em português

Um dos destaques de Plants vs. Zombies 2 é o seu suporte total ao idioma português. Cheio de piadas, o jogo explica sua trama de forma bastante divertida. O suporte ao nosso idioma também ajuda a tornar o game mais acessível para o público infantil.

A história começa com um taco mexicano (Foto: Reprodução / Dario Coutinho) (Foto: A história começa com um taco mexicano (Foto: Reprodução / Dario Coutinho))
A história começa com um taco mexicano (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

O tutorial inicial e a demonstração de novas mecânicas com explicações em português são essenciais para poder entender e aproveitar ao máximo as habilidades de cada planta. Fazendo com que o jogador consiga montar melhor suas estratégias contra as hordas de zumbis.

Conclusão

Divertido, o estilo “free-to-play” do novo Plants vs Zombies passa no teste com poucas ressalvas. A jogabilidade precisa do original foi mantida, trazendo um sistema simples, funcional e divertido. As novas mecânicas como adubo e poderes promovem mais diversão, enquanto o fator replay e história deixarão o jogador grudado no jogo. Contudo, algumas opções de compra parecem desnecessariamente caras.

A data de lançamento já foi mudada (era agora em julho/2013) e a previsão é que o jogo seja lançado no último trimestre de 2013.

Fonte: Techtudo

 

LG G2 – Rumores apontam para 08 de agosto como data de lançamento na Coreia do Sul

LG G2 – Rumores apontam para 08 de agosto como data de lançamento na Coreia do Sul
 

lg-g2-leak-11

lg-g2-quickview-case

lg-g2-leak-21-copy

lg g2

lg-optimus-g2-bottom

lg-optimus-g2-rear

lg-optimus-g2-volume

lg-optimus-g2-screen

lg-optimus-g2-front

lg-optimus-g2-camera

Amanhã é o grande dia para a LG. A empresa sul-coreana está prestes a desvendar para o mercado o seu smartphones G2. Apesar de já se ter um consenso sobre as especificações e design do aparelho, ainda não sabemos quando ele chegará ao mercado de verdade.

LG-G2-smartphone

Geralmente, leva LG pelo menos dois meses para lançar um novo dispositivo globalmente, mas de acordo com a MK News, pioneiros na Coreia do Sul podem ter em suas mãos o G2 logo no dia 8 de agosto.

O G2 deverá ostentar o poderoso processador Qualcomm Snapdragon 800, tela de 1080p de 5.2 polegadas, 2GB de RAM, uma bateria de 2610 mAh e uma câmera principal de 13 megapixels.

O phablet também apresenta um design único, com o volume rocker e botões de energia localizados na parte traseira do dispositivo.

Vamos ver se o desempenho vai ser tão bom quanto se espera.

 

Samsung apresenta primeiros chips V-NAND para armazenamento interno

Samsung apresenta primeiros chips V-NAND para armazenamento interno. Novos chips podem armazenar 128 Gb em uma única unidade.

samsung-chips-v-nand

Hoje um dos pontos decisivos na compra de um smartphone ou tablet é que a capacidade de armazenamento interno na maioria das vezes não é o suficiente e os alguns dos novos modelos não contam com expansão via microSD, o que limita bastante o espaço interno. Mas a Samsung já está trabalhando para mudar isso.

A empresa acaba de anunciar que começou o processo de produção em massa dos novos chips de memória flash 3D V-NAND. A tecnologia presente nos chips de três dimensões Vertical-NAND possibilita que os chips de memória sejam montados em estrutura vertical – e não horizontal como os atuais – o que economiza espaço, aumenta a capacidade de armazenamento e multiplica a velocidade de acesso.

Os novos chips V-NAND são capazes de proporcionar 128 Gigabits (16 GB) em uma única unidade, sendo que a Samsung já conseguiu ‘empilhar’ até 24 chips em um único conjunto. A nova tecnologia promete ainda duas vezes a velocidade dos chips atuais e até dez vezes mais confiabilidade no armazenamento de dados.

samsung-3d-vertical-nand

A nova arquitetura dos chips V-NAND deve chegar ainda esse ano para as unidades de disco SSD e no próximo ano já estarão entrando no mercado de smartphones e tablets.

Fonte: Mobile Expert

Galaxy Note III – Vazam novas fotos e informações de configurações

Depois de um anúncio não tão misterioso da Samsung insinuando que o Galaxy Note III será apresentado no dia 4 de setembro, vazaram na internet outras imagens do que pode ser o novo Phablet da empresa Coreana, revelando a parte traseira, sem a capa da bateria, do dispositivo. A foto vem do site italiano Webtrek, que não garante a sua autenticidade.

 

galaxy-note-iii-samsung

galaxy-note-iii-samsung

galaxy-note-iii-samsung

galaxy-note-iii-samsung

galaxy-note-iii-samsung

 

 

A possível foto do Galaxy Note III não revela muito, mas vemos o que parece ser uma bateria redesenhada, assim como dois slots para cartão SIM, o que sugere que um modelo pode ser lançado onde aparelhos dual sim são comuns, como aqui no Brasil. A foto ainda é muito desfocada para ler o texto na bateria, mas com base nos últimos dois aparelhos Galaxy Note, esperamos que o Galaxy Note III tenha uma bateria de pelo menos 3000 mAh.

O Galaxy Note III deverá vir equipado com uma tela de 5,7 polegadas, resolução 1080p, processador Snapdragon de 800 ou processador octo-core Exynos, Android 4.3 Jelly Bean e um monte das características que a Samsung já agregou no Galaxy S 4.

Nós não temos como ter certeza da configuração até o lançamento oficial, no entanto, os rumores acabam se confirmando na maioria das vezes quando as especificações do aparelho são informadas ao publico.

E ai, o que vocês acham das possíveis configurações do Galaxy Note III?

Fonte: Technobuffalo

Moto X – tudo sobre o novo smartphone da Motorola

Moto X – Aparelho é o primeiro grande lançamento da Motorola após a aquisição da empresa pela Google.

Depois de semanas de rumores sobre especificações, design e funções que estariam presentes no aparelho, a Motorola e a Google finalmente anunciaram o smartphone Moto X — que é o primeiro flagship dessa nova geração da Motorola Mobility, desde a aquisição da empresa pela Google. E o aparelho possui algumas características realmente interessantes e que devem chamar a atenção dos consumidores.

O hardware do aparelho não chegou muito diferente do que já era esperado, e o processador Qualcomm Snapdragon S4 Plus deve garantir uma ótima execução das tarefas no smartphone. Vale lembrar que o Moto X chega com as mesmas vantagens oferecidas pelos últimos Motorola Droid apresentados, tendo sistema Motorola Moto X para melhor aproveitamento da bateria e até 24 horas de uso contínuo.

Ao contrário dos outros aparelhos mostrados na semana passada, ele não será exclusivo da Verizon, sendo disponibilizado pelas cinco grandes operadoras dos Estados Unidos. Isso significa que há mais chances de o smartphone chegar ao Brasil, mas ainda é difícil saber exatamente quando isso vai acontecer — tudo depende da demanda internacional pelo Moto X.

Moto Maker

Você imagina um smartphone que pode ter a cor que você mais gosta? Pois é assim que o Moto X vai chegar ao mercado, pelo menos nos Estados Unidos. São diversas cores, personalizações para o próprio sistema operacional e inscrições que podem ser realizadas na parte traseira do aparelho. Isso inclui ainda tampas criadas com madeira de verdade, que criam novos conceitos para os consumidores.
http://www.youtube.com/watch?v=xXyCbrdQEyA

Para os compradores norte-americanos, o Moto Maker garante duas cores para a parte frontal, 18 para a tampa traseira e ainda sete cores para outros locais — como botões e pequenos detalhes na estrutura do smartphone. Isso representa 252 combinações diferentes, que chegam a 504 se levarmos em consideração as duas possibilidades de memória de armazenamento.

Android puro? Não dessa vez

Muitos esperavam a chegada de um aparelho com o sistema operacional Android em sua versão mais pura — afinal de contas, a Motorola faz parte da Google. Mas a verdade é que há personalizações no sistema e algumas delas são bem interessantes. Por causa do processador com modificações Motorola X8 (clique aqui para saber mais sobre o assunto), o aparelho está sempre pronto para atender aos chamados dos consumidores.

Dessa maneira, é possível acionar os comandos por voz sem que seja necessário acessar alguma interface exclusiva. Isso pode ser muito útil para quem faz uso do Google Now, porque torna mais simples o acesso às funções do aparelho e não exige que sejam realizados toques prévios na tela. É o mesmo recurso Touchless Control anunciado para a nova linha Droid.

Outra novidade: Active Display. Utilizando os núcleos de baixo consumo do processador, o Moto X consegue mostrar se há notificações ou mesmo o horário para os consumidores sempre que os smartphones forem pegos do bolso ou da mesa. Com isso, não seria necessária a ativação total da tela para verificações mais simples.

O app de câmera do Moto X também é exclusivo e garante melhores resultados para os consumidores. Utilizado por gestos, ele garante que todas as funções sejam acessadas com muito mais facilidade — incluindo configurações e diferentes modos de disparo. Há até mesmo a possibilidade de acionar a câmera agitando o Moto X duas vezes, o que pula as etapas de desbloqueio padrão.

Feito para os norte-americanos

O Motorola Moto X é um aparelho feito para os norte-americanos e nos Estados Unidos. Por isso, não há grandes informações sobre a chegada deles a outros países. Apesar disso, Canadá e América Latina podem receber os primeiros lotes do aparelho ainda neste ano. Vale dizer que o site brasileiro da Motorola já conta com uma página de cadastro para o smartphone.

Como dissemos anteriormente, nos Estados Unidos são 504 possibilidades de personalização e todas elas serão montadas em uma sede da Motorola — levando quatro dias para chegar a qualquer cidade do país. Por lá, o aparelho custará US$ 199 e US$ 249 nas versões de 16 GB e 32 GB (disponível apenas no Moto Maker) respectivamente. Há ainda 50 GB gratuitos no Google Drive para os consumidores que optarem pelo Moto X.

Fonte: Tecmundo

Smartphones estão mudando seus hábitos

Os números de vendas de smartphones e o consumo de apps estão crescendo numa velocidade impressionante aqui no Brasil e lá fora. Para acompanhar esta demanda, fabricantes de smartphones como a BlackBerry, Samsung e outros estão criando novas tecnologias e modelos todos os dias.

smartphones-vicio

Não é à toa, nosso país é um grande mercado consumidor para estes gadgets que, de tão populares, estão mudando até o comportamento das pessoas. Quem nunca se pegou falando que é viciado em tecnologia ou em redes sociais?

Quem nunca esqueceu o smartphone em casa e se perguntou como é que se fazia para sobreviver antes do advento? Ainda não acredita? Faça um teste: quando estiver no bar com amigos tente cronometrar o tempo de intervalo entre uma olhada na telinha e outra. Os números serão surpreendentes.

Apesar destes dados serem provenientes dos EUA, onde o consumo de smartphones ainda é maior, já podemos ter alguma ideia do nosso futuro próximo.

A primeira coisa que 27% destas pessoas faz no dia, ao acordar, é observar os updates de suas redes sociais. Mais da metade (51%) se loga nestes sites mais frequentemente do que há dois anos atrás. Uma boa parcela (24%) planejam se afastar de pelo menos um de seus perfis digitais este ano, afinal 61% das pessoas entre 18 e 35 possuem mais de um perfil digital. Além disso, 35% passam mais de 31 minutos por dia nas redes ou respondendo e-mails pessoais. Fonte: MyLife.

A popularidade das redes está intimamente conectada a facilidade e mobilidade oferecida pelos smartphones e seus apps. Não é à toa que os 5 apps mais baixados de 2012 se tratam de comunidades virtuais como, em primeiro lugar, o Instagram seguido por Facebook, YouTube, Viber e Skype.

Antigamente apenas uma pequena parte da população brasileira podia se privilegiar das maravilhas destes gadget. Mas cada vez mais os fabricantes estão mirando no mercado brasileiro e criando uma competição que beneficia a todos nós, com mais variedade de modelos e preços para nossos bolsos. Segundo dados do IDC, companhias como a BlackBerry, Apple e Samsung fizeram o mercado de smartphones crescer 86% e a média dos custos relacionadas aos celulares inteligentes caiu de R$439 para R$384 no período de um ano. E apenas nos primeiros 3 meses de 2013 já foram vendidos em torno de 5,4 milhões de aparelhos, é esperado que até o final de 2013 seja vendidos 30 milhões de unidades, ou seja, um crescimento estimado de 79% em relação ao ano anterior.

O que achou dos dados? Diga para a gente se você tem comportamentos semelhantes aos estudados na pesquisa e se algo mudou depois que começou a usar smartphones!